Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




391826_226829270731818_123615711053175_506826_2586

 

Emigrei (detesto esta palavra) faz amanhã sete meses, dos quais passei somente três semanas em Portugal (mas jurei a mim mesma aumentar este rácio em 2015, e já vou cumprir daqui a uma semana hehe). Pelo caminho conheci novas pessoas e retomei o contacto com outras que já conhecia, mas nunca, nunca mesmo, perdi o contacto com aquelas mais importantes que ficaram longe. Obviamente que não é igual, tenho muita pena de não estar mais presente, mas sinto que as minhas pessoas continuam lá para mim, e dá gosto ver o entusiasmo que demonstram com o meu regresso. Sinto muita falta da minha família e amigas, falta do à-vontade mais que estabelecido, do companheirismo, do gostarmos dos mesmos programas, do não fazer cerimónia nenhuma. As novas tecnologias ajudam imenso,o whatsapp, viber, skype e gmail são os meus novos melhores amigos (S. just kidding ahah). Mas tenho dado por mim a ter comportamentos estranhos, que hoje foram resumidos de forma brilhante neste artigo que a S. me mandou! Só quem passa pelo mesmo percebe, mas quando nos vemos distanciadas das nossas melhores amigas, fenómenos estranhos se revelam, dos quais destaco:

 

1. That feeling when you see them after a long time apart - É mesmo mesmo estranho, bittersweet diria eu, porque é bom demais, mas sabemos que temos pouco tempo!

2. Time together, as magical as it is, can feel like a race to make up for as much lost time as possible - lá está!

6. There are times that your other friends just won’t compare - a mais pura das verdades, em certos momentos faz muita falta aquela pessoa.

8. When times are tough, you daydream about how they would have your back… - aquela pessoa que nos defende e protege no matter what, e nós a elas!

17. As much as you hate it, there’s a tiny pinch on your heart when you see them post photos with their new friends - confere, e é horrível eu sei, mas sente-se uma pontada cada vez que as vemos super felizes e nós não estamos lá, e queriamos tanto estar!!!

20. You have absolutely no barriers when it comes to expressing your unwavering longing for them - fazemos questão de deixar claro o quanto gostamos delas e as saudades que sentimos!

25. Then you remember how thankful you are they exist at all and convince yourself you can live without them literally by your side - porque já é muito bom existirem, e temos uma nova aventura pela frente, sabendo que elas estarão sempre lá para nós.

 

Adorei o artigo (excluindo o ponto 19) mas tudo isto para dizer que as amigas são insubstituíveis, não há homem nenhum, por mais maravilhoso e perfeito que seja (B I love you), que preencha totalmente o que elas nos dão, por isso toca a valorizar as amigas, e nada de as afastar por um qualquer namorico (ou casamento, for that matter!). Das coisas que eu mais gosto é que o meu marido perceba perfeitamente que também é bom termos tempo para estar só com amigos, sem stress algum. Porque há espaço para todos, e a bem dizer elas já cá estão há muitos e muitos anos! Já vi muita gente cometer este erro, mas acredito que a vida as tratará de ensinar. Da minha parte, girls I love you too!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De Cláudia e Sara a 01.03.2015 às 18:40

Adoramos o post e acreditamos que a verdadeira amizade é sim para toda a vida :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Instagram




view my food journey on zomato!



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D