Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




TIA - Exhibit #37

por Claudia, em 17.07.15

Estou há meses à espera que abra o H3 no Belas Shopping em Talatona, onde espero poder almoçar com um gostinho de casa! Ontem era o grande dia:

h3 1.PNG

 Mas afinal....

H3 2.PNG

TIA... onde o brevemente dura, pelo menos, 6 meses...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Tudo é relativo

por Claudia, em 17.07.15

A propósito de algumas classificações incorrectas de material em sistema, deparei-me com um artigo curioso: Urnas - material de expediente. Ora se termos urnas em stock já era estranho (atenção que não somos uma funerária, nem produzimos esse tipo de material), mais estranho era estarem equiparadas a envelopes e resmas de papel. Erro meu - são embalagens! Realmente tudo é relativo, podemos encará-los como envelopes humanos... Quanto à necessidade de termos urnas é realmente uma questão prática: grande parte dos funcionários trabalha num sítio remoto, onde não há nada além do que a empresa detém e a natureza oferece, e muitos funcionários são expatriados, pelo que em caso de morte acidental têm de ser transportados (ou envelopados, como preferirem) para casa... Homem prevenido vale por dois! Estamos sempre a aprender...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tolerância e aceitação.

por Claudia, em 16.07.15

Não sou de todo perfeita, nem nunca serei, e sei que tenho um longo caminho a percorrer, mas tenho feito um esforço para crescer como ser humano, sendo cada vez mais tolerante perante os outros e as nossas diferenças (embora, confesse, algumas ideias me continuem a ser difíceis de digerir, nomeadamente no que concerna traições e crianças). Uma realidade da qual pouco conhecia era a comunidade transexual, sendo que a história do Bruce Jenner me apanhou completamente desprevenida, especialmente porque ia vendo um ou outro episódio das Kardashians e ele era o homem da família!! Mas fui vendo as suas entrevistas, e as reportagens relacionadas com o tema, e tenho aprendido imenso. A Caitlyn recebeu ontem o Arthur Ashe Courage Award e fez um discurso digno de ser ouvido. No fundo todos temos de trabalhar para o mesmo - Accepting people for who they are. Todas as pessoas, a 100%. Todos temos o direito a sermos felizes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mil anos que viva...

por Claudia, em 15.07.15

... nunca entenderei quem acha que pessoas que se metem com gente comprometida são absolutamente inocentes, a culpa é de quem trai. Obviamente que o malandro que vai para a cama com outra, sabendo que a namorada/mulher nem sonha, é um grandessíssimo camelo, mas nem tentem convencer-me de a pega parvalhona que se deitou com ele não fez mal nenhum, porque se sabia que ele era comprometido devia ter ficado longe. Vamos a ver se nos entendemos - há uma coisa chamada respeito, pelos outros (a namorada/mulher não tem culpa de se ter apaixonado por um traste, não vamos nós contribuir para a infelicidade alheia, por favor!) e, ainda mais, por nós próprios!!! Ora vejamos: se ele é comprometido e anda por aí a espalhar magia, o que vos faz crer que convosco será diferente? Pior, ele nem sequer gosta mesmo de vocês, porque se gostasse a) respeitava-vos e b) acabava com a actual. Portanto nem me venham com a conversa do ele é que está numa relação, ou eu não tenho culpa de gostar dele, tenho de lutar por quem gosto, porque mantenho a opinião de que ele é um ser execrável e vocês são umas patetas, que vão acabar infelizes e sozinhas, pelo menos até encontrarem alguém que vos mereça e aprecie de verdade. Infelizmente esta opinião não é, de todo, consensual, mas é a minha e ando há anos a defendê-la (ainda bem que não segui Direito, porque esta minha batalha tem sido bastante infrutífera). Isto a propósito da notícia chocante de hoje, uma conhecida descobriu que o namorado a traiu com a ex e, pior, a cabra estava grávida de 4 meses já! É consensual o animal que o dito é, mas a traidora que se mete com o ex comprometido foi inocentada por algumas amigas... menos minha gente, menos! Mulheres deste mundo, dêem-se ao respeito. E mais não digo. Só tenho pena da criança (e da traída, ninguém merece!).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que aquecem o coração.

por Claudia, em 08.07.15

Abrir o email e ter isto à minha espera:

 

Volta rápido, fazes me falta tantas vezes. E o pior é que me fazes falta nas "vezes" que verdadeiramente importam. Não nas "vezes" de ir para os copos, de ir socializar, de ir dizer uns disparates para queimar tempo. Para essas vezes qualquer companhia serve. Para as que realmente importam, são poucas as que servem. E acredita que tu encaixas na perfeição, qual vestido feito à medida.

 

Obrigada Nenas, adorei! Daqui a uma semana e meia já estou em casa,  prontinha para vos massacrar a todas com as minhas parvoíces, para vos ouvir e chamar à razão (ai Clau não me fales assim!) e disponível para passarmos muitas horas nos nossos programinhas! As amigas são para as ocasiões, boas e más. Não tenho muitas, mas as que tenho são para sempre!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/4



Mais sobre mim

foto do autor


Instagram




view my food journey on zomato!



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D