Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Não sei se sou a única a quem isto faz alguma confusão, ou se já era comum e eu é que não tinha dado conta, mas ultimamente tenho reparado num fenómeno - um casal de namorados vai viver junto, decide ter um animal de estimação hiper fofinho quase como um primeiro filho, depois o momento cor-de-rosa passa a negro, separam-se e aí é que são elas por causa do inocente do animal. Há quem use o dito como elo de ligação ao/à ex, aproveitando-se da situação para manter o contacto e infernizar a vida à/ao actual lover, há quem decida civilizadamente quem vai ficar com ele (pois, afinal, o outro não nutria assim um carinho tão grande pelo animal) e, pior, há quem pura e simplesmente não esteja interessado e aí o pobre do bicho vê-se abandonado sem dó nem piedade. Os problemas com filhos e separação de bens todos antevêem, mas ninguém se parece preocupar muito com os pobres dos animais - tão depressa se adquirem como se descartam, mas minha gente são seres vivos que não trouxeram mal ao Mundo!!! Enfim, a mim faz confusão confesso. Especialmente dada a leviandade com que vejo isto acontecer.



Mais sobre mim

foto do autor


Instagram

view my food journey on zomato!



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D