Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Parou tudo.

por Claudia, em 30.10.14

"Let me be clear: I'm proud to be gay", até aqui tudo bem, peace and love, cada um sabe de si e da sua orientação sexual. Agora "and I consider being gay among the greatest gifts God has given me" estragou tudo. E isto seria verdade ainda que ele dissesse que being straight era um gift fantástico de Deus. Parem de tentar criar todo um glamour à volta de gays e lésbicas. Não, não são especiais, somos todos iguais, e sinceramente começo a acreditar piamente que a discriminação agora vem daqueles que se diziam discriminados. E acho mal, porque assim como há o direito de estar com alguém do mesmo género, não me venham impor que afinal assim é que é, ou que assado é melhor. Tim Cook desceste um bocado grande na minha consideração por isto. E não, não é por seres gay, só tonto.


20 comentários

Imagem de perfil

De anacb a 01.11.2014 às 15:39

Aplaudo o Tim Cook pela atitude que teve e pela sua "cruzada" mas parece-me que também não precisa de exagerar. Ok, é americano, e já sabemos que eles gostam destas coisas assim grandiloquentes, mas dizer que tem orgulho em ser homossexual parece-me um bocado descabido, e tão preconceituoso como alguém dizer que tem orgulho em ser heterossexual. Eu até percebo as motivações do senhor mas... desde quando é que a orientação sexual de cada um é ou deixa de ser motivo de orgulho? Que se tenha orgulho em fazer um bom trabalho, atingir um objectivo difícil, ser uma pessoa boa ou ajudar os outros, eu acho óptimo. Agora ter orgulho em gostar de homens ou de mulheres? Afirmar que se tem "orgulho" em ser qualquer coisa que não tem a ver com actos mas sim com uma característica pessoal é um bocado disparatado. É como se eu dissesse que tenho muito orgulho em ter olhos verdes, ou em gostar da cor azul. Ao parecer ser anti-preconceito, Tim Cook está a ser igualmente preconceituoso. E preconceitos deste e de outros géneros fazem-me comichão... O preconceito só desaparece quando a igualdade for efectiva, e partir de uma posição de desigualdade não me parece um bom princípio - é apenas mais uma forma de perpetuar os preconceitos sociais. Como disseste acima, há que agir com naturalidade em relação a algo que é natural. (E não, não sou anti-gay nem nada que se pareça.)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Instagram

view my food journey on zomato!



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D