Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Chegadas.

por Claudia, em 11.11.16

Ontem fui apanhar o meu Pai ao aeroporto e estive 40 minutos entretida a observar a alegria do reencontro entre casais, pais e filhos, irmãos, amigos, eu sei lá. Até há uns anos atrás costumava associar o aeroporto a férias e coisas boas, só quando vivi em Angola é que me apercebi que o aeroporto é a porta de casa, só depois de estar longe e sentir as saudades todas é que experienciei a alegria profunda que é aterrar em Lisboa e ouvir o comandante dar-nos as boas vindas à nossa cidade, aquela ansiedade e êxtase em rever a família e amigos. Não é fácil de explicar em palavras, tal como não o é o sorriso do meu Pai ao ver-me e por estar de volta. O máximo, só vos digo. Senti-me no meio do Love Actually, um dos meus filmes favoritos:

 

Whenever I get gloomy with the state of the world,
I think about the arrivals gate at Heathrow Airport.
General opinion's starting to make out that we live in a world of hatred and greed,
but I don't see that. It seems to me that love is everywhere.
Often, it's not particularly dignified or newsworthy,
but it's always there - fathers and sons,
mothers and daughters, husbands and wives, boyfriends, girlfriends, old friends.

 

 Adoro!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Genética.

por Claudia, em 07.09.16

Sou absolutamente fascinada pela natureza, pela vida que lhe é inerente, a mutação e evolução constantes. Fascina-me a mente humana, a capacidade de invenção e inovação. E continuo a maravilhar-me perante a genética, tão presente e incontornável em mim e tantos outros exemplos. A cara redonda do Pai, com os olhos, nariz e boca da Mãe. Um misto dos meus Pais, que ora puxa mais para um ora para outro. Ver fotografias da minha Mãe com a minha idade e ficar pasmada com a semelhança! Ouvir toda a gente comentar - estás igual à tua Mãe! (Linda, portanto agradeço profundamente ahah) Ser o verbo ir em todos os tempos, como o meu Pai. Uma parecença crescente entre mim e a minha irmã. As mãos e pés da minha Avó. Ver heranças destas noutras pessoas, a semelhança física, de trejeitos e de ser, mesmo em conhecidos/amigos que cresceram longe dos Pais/família (continentes diferentes mesmo). Não é só a convivência e a imitação - é a genética a funcionar, invisível mas insistente. Cresce em mim uma curiosidade enorme em saber qual será a marca da minha genética no mundo. Como serão os filhos que espero ter - olhos castanhos como a mãe ou verdes como o pai? Branquinhos? Com as perninhas do pai? E a personalidade? O meu optimismo e curiosidade? A calma e paciência do B? Uma coisa é certa - é fantástico, isto da genética.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Páscoa Feliz!

por Claudia, em 27.03.16

Rodeada da família, aquecida pelo sol e recheada de bons petiscos... Um dia feliz!

IMG_4501.JPG

 Kiss kiss

Autoria e outros dados (tags, etc)

Masquerade - uma app must have!

por Claudia, em 26.03.16

Fim-de-semana de Páscoa é sinónimo de tempo em família, com almoçaradas e jogos. Hoje foi uma risada completa com uma aplicação que recomendo vivamente - Masquerade. Além de adicionar máscaras hiper cómicas, possibilita face swap, isto é, trocar de cara com alguém na fotografia. É tão tão estranho, mas tão tão cómico! Experimentem, a sério! Deixo-vos algumas pérolas...

IMG_4190.JPG

IMG_4427.JPG

IMG_4429.JPG

 LOL

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Instagram




view my food journey on zomato!



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D