Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Qualquer pessoa que tenha tido um familiar com cancro incurável sabe do que estou a falar - Portugal não tem capacidade para fazer face à procura existente deste tipo de serviços especializados. A menos que se seja milionário (lembro-me de ir ver autênticos hóteis de luxo cuja mensalidade era sempre bastante superior a mil, dois mil, até três mil euros), é muito muito triste andar à procura de sítios que possam cuidar de quem gostamos, em condições, e quando os encontramos ou estão cheios, ou são incomportáveis. Infelizmente, acompanhei a minha Avó na sua luta contra o cancro do pâncreas, e conseguimos mantê-la acompanhada em casa com todo o conforto e cuidados, mas confesso que eu muitas vezes pensei - se fossem os meus Pais, e eles por algum azar já não tivessem dinheiro, eu não teria possibilidade de ajudá-los. E aí? Quem não pode passa pela tortura de ver quem lhe é próximo morrer em agonia, pois a rede de cuidados paliativos cobre "apenas cerca de 10% da população portuguesa que precisa de paliativos". Não obstante já se estar bastante melhor que há uns anos atrás, é um investimento que tem de persistir pois, infelizmente, este tipo de doenças é cada vez mais comum. E um lar não é um centro de cuidados paliativos. É preciso lutar para melhorar as condições daqueles gravemente doentes - já lhes basta o horror da sua condição.


2 comentários

Imagem de perfil

De Just_Smile a 04.02.2015 às 21:10

Não só não conseguimos dar resposta às necessidades como as que damos muitas vezes deixam a desejar...
Imagem de perfil

De Claudia a 05.02.2015 às 07:47

Mesmo. Embora também haja equipas espectaculares na área.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Instagram

view my food journey on zomato!



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D